Podcast
O que esperar do mercado para hoje.
Panorama
As principais cotações no Brasil e no Mundo.

#ExploreSeusHorizontes

Top

Fundos de Investimentos

O que são Fundos de Investimentos?

Um fundo de investimento é um condomínio que reúne recursos de um conjunto de investidores (cotistas), para aplicar em títulos ou valores mobiliários no mercado, com o objetivo de obter ganhos financeiros.

Esses fundos possuem CNPJ próprio e também um regulamento, onde constam todas as regras e diretrizes de atuação, garantindo que os investimentos do fundo sejam feitos sempre de acordo com o perfil dos cotistas.

 

O fundo pode ser aberto, permitindo a entrada e saída de investidores a qualquer tempo, ou fechado, que não permite um livre fluxo de entrada e saída de recursos, mas garante benefícios adicionais, sobretudo no âmbito tributário, como é o caso da maioria dos fundos familiares, por exemplo.

 

Todo fundo de investimento também tem uma classificação, que indica o tipo de investimento praticado pelo fundo (renda fixa, ações, multimercados e etc).

  • Risco
  • Preços
  • Resgate
  • Imposto
Varia de acordo com o Fundo

O risco de cada fundo de investimento oscila de acordo com os ativos investidos e com o perfil do produto. Cada fundo possui uma estratégia específica, que pode enquadrá-lo como conservador, moderado, arrojado ou agressivo, dependendo dos ativos que compõe a sua carteira.

Para saber mais sobre riscos, clique aqui.

 

Custo zero

Para saber mais sobre os custos operacionais, clique aqui.

O prazo varia de acordo com o Fundo

Cada fundo de investimento possui seu critério de resgate e liquidação. Existem fundos com prazo de resgate de 1 dia útil (ou no mesmo dia) e outros de 30 dias úteis ou mais. Tais regras estão expressas nos materiais publicitários de cada produto, bem como no seu regulamento e prospecto. Por isso, verifique o prazo de resgate do fundo antes de investir.

De 15% a 22,5% de I.R.

A tributação (IR) de um fundo de investimentos dependerá da sua classificação tributária. De uma forma geral, os fundos seguem a tabela regressiva de IR, como descrito abaixo:

 

  • 22,5% para operações até 6 meses;
  • 20% para operações entre 6 e 12 meses;
  • 17,5% para operações entre 12 e 24 meses;
  • 15% para operações acima de 24 meses.

 

 

Para os fundos de investimentos em ações (aqueles que detém pelo menos 67% do patrimônio em ações), a alíquota de IR é fixa em 15%.

 

Obs: Há também cobrança de IOF quando houver resgate antes de 30 dias úteis após a aplicação. A alíquota varia entre 0% e 96% sobre o rendimento, dependendo do prazo.